April 2006


Materna Doçura na Barraca

Ontem, 28, assisti à adaptaÇão do romance do escritor Possidónio Cachapa (ver link do lado direito para Prazer Inculto), em cena na Barraca até dia 1 de Maio.

Para quem conhece o romance, não perca, para os que ainda não o leram, aproveitem para conhecer.

Gostei mesmo muito da encenaÇão, cenografia e da celebraÇão dos 30 anos do grupo Trigo Limpo :) (http://www.acert.pt).


Posted on April 29th, 2006, 1:00 by jm
permalink | Comment this post | Trackbacks (0)

que importa?

Hoje, foi mais um dia a ver o povo ser povo ignorante. Graças a deus, a fátima e ao futebol.


Posted on April 25th, 2006, 20:58 by jm
permalink | Comment this post | Trackbacks (0)

unbalanced

when i get on one foot I fall
when I have two feet on the ground
they are on different grounds
and I fall

I do not exist. I am not being.
you cannot see me. what you get to see
is on one foot unbalanced.

falling there is


Posted on April 23rd, 2006, 0:09 by jm
permalink | Comment this post | Trackbacks (0)

Momentos

Os homens e mulheres que conheÇo não existem. O alto Alentejo está tão bonito, o seu verde está adornado de branco, amarelos e lilases. Grande Alentejo.


Posted on April 22nd, 2006, 20:22 by jm
permalink | Comment this post | Trackbacks (0)

pró povo é uma ganda noia

a melhor propaganda é aquela em que se acusa os outros de a fazerem.

Posted on April 19th, 2006, 5:57 by jm
permalink | Comment this post | Trackbacks (0)

listen to the wind blow

spring time for birds and swallows spring and wind listen to the wind blow four thousand and three grains of hope in your darkened heart spring time to stop breathing dragons are no longer present eleven hundred blows of leather belts on your skin listen to the wind blow springtime and sunshine

Posted on April 19th, 2006, 5:17 by jm
permalink | Comment this post | Trackbacks (0)

darling i kiss you goodbye

No vermelho das dores e no castanho das mágoas, despeÇo-me, como se fossem negras as lembranÇas dos minutos em que te abracei. Suspiro o medo nos poros da tua pele. Encontro pouco mais que vida nos olhos semi-cerrados do desespero. Não quero jamais deixar de abraÇar a tua respiraÇão e sentir o teu cheiro na minha pele.

No azul da leveza e no verde ansioso sobre o que há-de vir, sonho-te. És como uma semente despontando entre grãos de terra, a que nego existência sem desgosto. Morro, mais valia. Morres, não deixo. DespeÇo-me de ti agora, até que um outro momento me permita que me permitas a alegria de chorar o futuro vazio.



P J HARVEY, "The Dancer"


'Cause I've prayed days, I've prayed nights
For the lord just to send me home some sign
I've looked long, I've looked far
To bring peace to my black and empty heart

My love will stay 'till the river bed run dry
And my love lasts long as the sunshine blue sky
I love him longer as each damn day goes
The man is gone and heaven only knows



Posted on April 18th, 2006, 4:49 by jm
permalink | Comment this post | Trackbacks (0)

dia feliz Samuel Beckett!

nascido a 13 de Abril de 1906.
desenho de Vasco, para o Público.

Posted on April 12th, 2006, 23:52 by jm
permalink | Comment this post | Trackbacks (0)

brown petals

bloody. red. bloody. black. in your veins. eyes watch you. blindness grows. bloody. red rose and spines. black. the music comes. the music goes the music is jazzy'n'roll. by the sea. lonely. in black wet clothes. find one's body thin and dying. the sky is blue. bloody. red rose and spines.


Posted on April 12th, 2006, 11:55 by jm
permalink | Comment this post | Trackbacks (0)

once there was war

can't see the world as it is. it is the world. so small. around my eyes i see blanks of black. i have no roses to hand you. my world is nearsighted. i'm a going to hold you in dreams.

não chego à frente. fico atrás e destruo o que tenho em volta. não sobra nem o bom nem o mau... ou sobra tudo o que não deveria existir. tudo parece sobreviver numa linha fina de ódio. o meu ódio pela vida.


Posted on April 10th, 2006, 21:17 by jm
permalink | * Comments (3) | Comment this post | Trackbacks (0)

Previous posts in April 2006